Dia do orgasmo?

É, diz a lenda que ontem foi o Dia do Orgasmo.

Como se ele – assim como as mães, os pais, as crianças etc – tb não merecesse que seu dia fosse todo dia.

O mundo não teria a menor graça sem esse grande evento que nos colore a alma, não é minha amiga? A gente fica uma vida toda correndo atrás dele então acho louvável que exista o Dia do Orgasmo sim! Não comemorei o meu como deveria porque no momento em que desisti do Nuvaring (isso rende um post) o preço a ser pago não demorou a chegar, se é que vcs me entendem, e não é que eu ache isso um impecilho ou fiquei incomodada, só acho que a logística dá mto trabalho.

E aí que ano passado ouvi uma amiga (que já passou BEM dos 25 anos) dizer que teve seu primeiro orgasmo há algns meses atrás e fiquei bem assustada, achei que essa fosse uma realidade meio distante, não acreditava nas estatísticas.

Mulheres que não chegam no prêmio final, por mais que eu ouça bastante sobre isso, não era uma pauta que chamava minha atenção ou despertava meu interesse, sempre achei que todas tivessem orgasmo sim mas de formas diferentes. Na minha cabeça não faz nem sentido transar se não for para esperar o maravilhoso presente final que é o orgasmo. Estava lendo umas páginas por aí e vi no site da Marie Claire umas dicas de como dominar as técnicas de prazer, e pensei em compartilhar para o caso de haver entre as leitoras alguma com esse problema (que já entendi ser mais comum do que eu imaginava), acho que pode ser um ótimo começo.

Porque sério, no dia em que eu passei a conhecer meu corpo minha vida nunca mais foi a mesma!

O link é esse.

Se estiver com preguiça de entrar lê aqui mesmo:

” Precisava um livro inteiro para isso? Marie Claire conferiu de antemão a obra e separou algumas dicas preciosas. Confira

COMECE PELO INÍCIO

Apesar de serem ótimos apetrechos para usar sozinha ou acompanhada, vibradores devem ser deixados de lado na primeira fase da exploração. Segundo a autora, é melhor aprender a ter orgasmos usando as próprias mãos, depois com a ajuda do parceiro para então fazer uma visita à sex shop. “Por que esperar? Bem, um vibrador pode levá-la muito rapidamente ao clímax porque as sensações que ele produz são fortes e dinâmicas”. Da mesma forma, Jenny sugere incluir fantasias sexuais depois de algum tempo explorando sua anatomia.

APAIXONE-SE PELO SEU “PONTO V”

“Muito mais útil” que o ponto G, o ponto V é um ótimo começo. Para localizá-lo, apoie a mão na parte mais baixa do abdome de forma que um dos dedos fique onde a vulva começa. Quando sentir uma cavidade, o terá encontrado. “Você não irá descansar ao tocar o ponto V, porque, ao fazê-lo, desencadeará ondas de excitação ao longo do clitóris e ao redor da vulva”, explica a autora.

AJUDE O SEXO A DOIS

Quando estiver sendo estimulada pelo parceiro, seja por boca, mãos ou pênis, concentre-se nas suas sensações e, portanto, não tente dar prazer a ele ao mesmo tempo. Antes da penetração, tenha certeza de que está pronta. Lembre-se: a lubrificação muitas vezes vem antes do relaxamento da vagina.

SEPARE MEIA HORA DO SEU DIA PARA EXPLORAÇÃO

A primeira coisa a aceitar sobre o prazer feminino é: ele é complexo. Você consegue imaginar um roteiro de orgasmo para homens que contenha 21 passos e dure 30 minutos ou mais? É isso que a autora propõe, para começar. Por isso, se a ideia é ganhar mais prazer ou retomar o que você costumava ter e se perdeu, concentre-se em:

Escolher um bom lugar, em que possa estar tranquila por, no mínimo, meia hora. O quarto é bom porque a cama lhe dá conforto e liberdade, enquanto o banheiro dá a segurança de poder trancar a porta.

– Tentar imitar com os dedos o toque da boca e exercitar os movimentos que fazem a pele se mexer sobre os músculos. Treine antes sobre as costas da sua mão.

Não esfregar o clitóris. Por ser um ponto muito sensível, é mais provável que você tenha prazer com toques mais delicados e sobre a pele que o cobre, o capuz. “Esfregar, além de não ser tão bom, ainda pode causar desconforto e estragar todo o resto”, diz Jenny.

Explorar com ritmo. Demore-se em descobrir clitóris, capuz e glande (logo acima) e passe por cada região, incluindo lábios externos, virilha, períneo, virilha, lábios internos, nádegas e osso pubiano.

Fazer pausas. No meio do exercício, pare a estimulação e espere entre 30 segundos e um minuto para recomeçar.

– Volte ao clitóris e concentre-se nele, mas evite contato direto se ele lhe parecer muito intenso.  ”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: